Federal Emergency Management Agency

ELEVAÇÃO E MATERIAL SEGURO CONTRA ENCHENTES PROTEGEM BANGALÔ EM NEW JERSEY DA SANDY

Main Content
Release date: 
06/14/2013
Release Number: 
4086-168

TRENTON, NJ -- Enquanto a Supertempestade Sandy se aproximava da costa de New Jersey, os residentes se preparavam para o impacto da tempestade, mudando seus carros de lugar e colocando tábuas de madeira nas janelas e portas.

Muitos residentes esperavam retornar às suas casas rapidamente e começar os preparativos para celebrar a época de festas que estava se aproximando.

O que Sam Juliano e seus vizinhos em West Creek não esperavam era a ressaca de 5 pés que a tempestade Sandy mandou para a comunidade deles.

Uma vez que os Julianos reconstruíram sua casa de acordo com os novos padrões de construção há quase três anos, eles escaparam da tempestade com danos mínimos e pouca necessidade de limpeza, ao contrário da maioria dos seus vizinhos.

“Nossos vizinhos moram aqui há 30 anos e Sandy foi a pior tempestade que eles já viram”, disse Juliano. “Eles nunca tiveram água em suas casas antes.”

Juliano e sua esposa sempre sonharam em ter uma casa no litoral, então, em 1998, eles compraram a casa por $80.000, uma milha e meia da Baía de Manahawkin. A casa deles, da década de 20, de um andar, 850 pés quadrados, situava-se a cerca de 3 pés acima do nível do solo.

Uma vez que o Riacho Cedar Run corre diretamente atrás do “bangalô no prado”, os Julianos pensaram em maneiras de proteger sua nova casa. Em  novembro de 2009, eles obtiveram as licenças para começarem a construção para elevar a casa contra qualquer dano possível causado por tempestades.

Trabalhando diretamente com autoridades da construção por todo o processo, os Julianos foram capazes de terminar uma casa que Sandy colocaria em teste em menos de três anos.

O bangalô reconstruído é apoiado por pilares fincados no terreno e está elevada de acordo com a Elevação de Base contra Enchentes mais um pé adicional de bordo livre.

Uma vez que o piso inferior do bangalô está abaixo da Elevação de Base contra Enchentes, os códigos do município exigiram o uso de materiais resistentes a enchentes. Depois da Sandy, o piso inferior da casa deles tinha água até a altura da cintura e 1/8 de polegada de lama no chão e grama do pântano nas paredes, mas exigiu apenas uma limpeza mínima.

 “Construindo de acordo com o código, a única coisa que tivemos que fazer para o piso inferior foi limpar, e a limpeza foi fácil”, Juliano disse.

“Qualquer coisa construída abaixo da Elevação de Base contra Enchentes deveria ser capaz de ficar submersa sob a água por 72 horas sem danos—e foi o que usamos”, disse o construtor Mark Hayek. “As autoridades responsáveis por construção nos deram um boletim técnico da Agência Federal de Gerenciamento de Emergências para ver que materiais poderiam ser usados abaixo da Elevação de Base contra Enchentes.”

Uma vez que as áreas abaixo da Elevação de Base contra Enchentes têm cobertura limitada do seguro contra enchentes, a FEMA recomenda que estas áreas sejam utilizadas somente para estacionamento, armazenagem e acesso, e sejam construídas com materiais resistentes aos danos causados por enchentes.

“Com base no que vimos no fim da rua, sofremos a menor quantidade de danos em comparação aos outros e existem cerca de 50 casa nesta rua”, Juliano disse. “Também somos a mais nova construção da rua.”

“Fiquei bravo a princípio”, Juliano admitiu, “mas agora vejo como enforçar padrões de construção mais altos realmente vale à pena!”

Para encontrar mais informações sobre regulamentações de construção, bordo livre e Elevações de Base contra Enchentes, entre em contato com as suas autoridades locais.

Para encontrar mais informações sobre códigos de construção, visite o site: http://www.fema.gov/building-science/building-code-resources.

Para encontrar mais informações sobre construções resistentes ao vento e outras informações sobre designs de construção no litoral, visite: http://www.fema.gov/residential-coastal-construction e http://www.region2coastal.com.

A missão da FEMA é dar apoio aos nossos cidadãos e às equipes de primeiros socorros para garantir que, como uma nação, trabalhemos juntos para construir, sustentar e melhorar nossa capacidade de preparação, proteção, resposta, recuperação e mitigação no que se refere a todos os perigos.

Siga a FEMA online pelos sites  www.fema.gov/blog, www.twitter.com/fema, www.facebook.com/fema e www.youtube.com/fema. Também, siga as atividades do Administrador Craig Fugate no site www.twitter.com/craigatfema

Os links de redes sociais fornecidos são somente para referência. A FEMA não endossa sites, empresas ou aplicativos não governamentais.

Last Updated: 
06/20/2013 - 10:27
State/Tribal Government or Region: 
Related Disaster: 
Back to Top