Federal Emergency Management Agency

FEMA continua inovando para atender o acesso e a integração de necessidades funcionais

Main Content
Release date: 
12/16/2012
Release Number: 
NR-101

NOVA YORK – Cinco novas ferramentas para ajudar as pessoas que são surdas, que tem deficiência auditiva ou são cegos estão sendo usadas para resposta a desastre do furacão Sandy pela Agência Federal de Gerenciamento de Emergências.

Nos centros de recuperação de desastres de Nova York os sobreviventes que são cegas ou têm visão deficiente estão usando um software que converte texto em fala e uma variedade de lupas para acessar as informações da FEMA. Os sobreviventes surdos ou com deficiência auditivas podem usar dispositivos de escuta aprimorados, iPad 3s com aplicativos remotos de interpretação por linguagem de sinais através de vídeos em tempo real e telefones legendados para obter informações sobre recuperação de desastres que estão acessíveis para eles.

Estas cinco ferramentas de tecnologia assistiva fazem parte de um kit que custa menos de US$ 4.000 para a FEMA. Para efeito de comparação de preços, um intérprete de linguagem de sinais em um único centro de recuperação de desastres pode custar mais de US$ 400 por dia. (A lei federal exige que igualdade de acesso à comunicação eficaz deve estar disponível o tempo todo em que um centro de recuperação esteja em funcionamento, geralmente oito horas diárias). No local intérpretes estão disponíveis mediante solicitação, mas para acesso imediato, os intérpretes são fornecidos via Wi-Fi online e via conexões de celular, semelhante ao uso de Skype. 

"As ferramentas foram selecionadas depois de serem consideradas várias opções que poderiam funcionar nas consequências de um desastre", disse Marcie Roth, diretora do Escritório de Integração e Coordenação de Deficiências.

"Envolvemos verdadeiros especialistas, pessoas que utilizam essas ferramentas regularmente, como nossos parceiros de planejamento", explica ela. "Estamos bem mais avançados de onde estávamos a um ano atrás, mas isso não significa que já chegamos lá. Estamos na posição onde estamos usando pela primeira vez algumas das mais avançadas tecnologias em um dos piores desastres. Este é um grande momento de aprendizagem, mas temos que ter a certeza de que ninguém ficará de fora nesta curva de aprendizagem".

As cinco novas ferramentas existentes em cada centro de recuperação de desastres são:

  • iPad 3 – este dispositivo possui muitos aplicativos para fornecer texto ampliado para pessoas com visão deficiente, símbolos de imagem para pessoas com baixa escolaridade ou com deficiência de comunicação, acesso imediato aos intérpretes da linguagem de sinais para pessoas surdas e muitas outras ferramentas para acesso a comunicação imediata
  • Leitores de Aumento – Amplia de texto para pessoas com visão deficiente
  • Dispositivos de Audição Aprimorados – melhora a nitidez do som para pessoas que tem deficiência auditiva  e é especialmente útil para adultos idosos em ambientes ruidosos tais como em um Centro de Recuperação de Desastres.
  • Interpretação de Vídeo ao Vivo – fornece acesso imediato a intérpretes de linguagem de sinais que estão em local remoto prontos para fornecer acesso a pessoas surdas.
  • Telefones Legendados – fornece conversão de voz para texto em tempo real para as pessoas que falam ao telefone mas não ouvem o interlocutor que está no outro lado.

 “Não estamos trabalhando para pessoas que têm deficiências”. acrescenta Marcie Roth, “estamos trabalhando com pessoas que têm deficiências”.

Para obter mais informações sobre a recuperação do desastre de Nova York, visite www.fema.gov/disaster/4085, http://twitter.com/FEMASandy, www.facebook.com/FEMASandy e www.fema.gov/blog.

Last Updated: 
12/20/2012 - 17:14
State/Tribal Government or Region: